segunda-feira, 12 de maio de 2008

IPSS - Novas tabelas de remunerações



Foram concluídas as negociações entre a CNIS e a Frente Sindical da UGT – FNE e outros -para revisão do CCT publicado no BTE, 1ª Série, nº 25, de 8/7/05.

O texto respectivo vai ser enviado para publicação no mesmo Boletim, e compreende, além da revisão global do clausulado, as actualizações das tabelas de remunerações relativas aos anos de 2007 e 2008 – já que, como é do conhecimento geral, no ano de 2007 não foi publicada a revisão das tabelas salariais negociadas com a UGT.

No que se refere à actualização salarial para 2007 – que, como se referiu, não foi objecto de publicação – a CNIS enviou oportunamente às Instituições o resultado das negociações levadas a efeito no referido ano, com a recomendação do pagamento das tabelas em causa.

Tais tabelas, como se sabe, são idênticas às objecto de publicação no BTE, nº 47, de 22 de Dezembro de 2007, relativas à revisão, para o referido ano de 2007, do CCT com a FEPCES.

Dentro de dias, será igualmente remetida às Instituições uma circular com a tabela de remunerações acordada para 2008, antecipando a publicação da mesma tabela no BTE.

Como foi oportunamente referido em Assembleia Geral da CNIS, a revisão do clausulado dos vários CCT em 2007, para além da actualização das cláusulas de expressão pecuniária, procedeu, por efeito da lei, à reclassificação na carreira técnica superior – níveis III, IV E V da Tabela A – dos enfermeiros e dos técnicos de diagnóstico e terapêutica com licenciatura, o mesmo ocorrendo com os educadores sociais e os técnicos de animação sócio-cultural e de animação comunitária com tal habilitação.

Em reunião da contratação colectiva, a Frente Sindical dos Trabalhadores da Função Pública referiu a possibilidade de levar a cabo uma concentração junto do Ministério do Trabalho, em Lisboa, em defesa do emprego dos trabalhadores das IPSS em serviço nos ATL.
Se tal se vier a verificar, a CNIS sugere às Instituições que seja viabilizada a participação aos trabalhadores interessados em participar nessa eventual iniciativa.


A ter em atenção os próximos desenvolvimentos, os quais poderão significar uma alteração salarial para alguns educadores sociais de mais de 200 € mensais...



Fonte: CNES

1 comentário:

Carlos Cruz disse...

http://trabalhadoresipss.blogspot.com. Caros colegas deixo este blogger, para o visitarem. Sou funcionário da APPACDM de Lisboa, teremos que ter a ousadia de criar um sindicato !!!